Ir para conteúdo

Ao Homem da Minha Vida

Meu amor, eu o escolhi para viver a minha vida inteira. Eu te escolhi para dividir essa minha vida meio louca, junto com as minhas ideias e opiniões que são mais loucas ainda. Bem vindo!

Talvez você não acredite, mas eu o escolhi antes de vir para esse mundo. Eu escolhi passar o resto da minha vida ao seu lado. Não o escolhi porque me completarias, pois já sou inteira, mas porque sabia que, com você, a vida seria mais bonita. Eu sabia que você me ensinaria um outro jeito de ver e viver a vida, talvez mais leve quase voando ou talvez com os pés mais no chão, ou quem sabe, um pouco dos dois. Eu sabia que com você eu seria mais forte, e que, com a sua companhia, poderia enfrentar o mundo. Juntos somos mais fortes.

Com você, eu não quero que seja eterno enquanto dure. Eu quero a eternidade! Eu não quero que nosso amor seja apenas uma bela bossa que termina com um triste verso, mas que ele se torne em música que seja cantada durante todas as nossas gerações. Eu não quero que nosso amor seja um conto de fadas. Eu quero ele seja uma história real com tudo que ela tenha direito (brigas, beijos, erros e acertos), para que um dia nós possamos contar aos nossos netos todas as loucuras que um dia fizemos na nossa juventude. Sim! Com você eu quero ter filhos e construir uma família. Mas só quero se for com você, se for com outra pessoa não tem graça. Eu escolhi você!

E digo pelo nosso amor, eu sou capaz de tudo mas ao mesmo tempo não posso prometer-lhe muito. Promessas para mim são dívidas que devem ser pagas. Não quero prometer algo e não cumpri-lo. Eu não prometerei céus e estrelas, muito menos tesouros, pois não possuo nenhum deles. Não vou prometer uma vida cheia de romance, pois não sou muito romântica e nem entendo muito disso. Mas te prometo uma vida cheia de aventuras! Uma vida que será cheia de altos e baixos porque a vida seria muito sem graça se ela fosse perfeita que nem nos livros de contos de fada.

Eu prometo honestidade, parceria e muito amor! Amor com certeza não irá faltar. Assim como você, eu amei, fui machucada, e tive medo. Mas com você esse medo vai embora. Por favor, não me pressione, aos poucos eu vou me abrir. Eu tive que aprender a me amar primeiro para que eu pudesse amar alguém, você. Ainda tenho muitas muralhas a serem derrubadas. Tenha paciência e não desista de mim. Mas se eu quiser sair por aí sozinha, sem ninguém, sem você, não fique chateado, é que às vezes eu preciso ficar sozinha. E quando eu voltar, eu vou querer ir para os seus braços para te contar todas as minhas aventuras e descobertas. Afinal de contas, eu quero compartilhar a minha vida com você.

Como eu disse, eu não sou muito romântica. Então não se preocupe em jantar caríssimos, joias ou viagens para lugares exóticos o tempo todo. Um abraço apertado, um colo com um cafuné após um dia longo, e um sexo bem gostoso já dão conta do recado. Eu me contento com os simples detalhes da vida, são eles que fazem a vida ser especial. O resto é só um bônus da vida que iremos construir juntos.

E que com essa união possamos manter a nossa individualidade para que a nossa chama nunca apague. Eu quero que você seja você, e que eu seja eu mesma, sem que percamos nossa identidade. Eu me apaixonei por você, por quem você é. Não mude!

Com Amor,

Nika

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: