Ir para conteúdo

A importância do Core e da Consciência Corporal – parte 2

O que vemos atualmente nos exercícios é, basicamente, as pessoas dando muito mais ênfase aos músculos primários motores. O que seria o músculo primário motor? Você está fazendo uma puxada alta com a barra, um exercício especifico para dorsal, você deve então focar somente no músculo dorsal. Mas se você estiver com o seu centro instável, a chance de não executar com precisão, ou seja, não isolar o músculo latíssimo do dorso, que é o músculo primário motor do movimento da puxada aberta, é muito grande. Portanto, nós temos que trabalhar o centro para depois trabalhar as extremidade.

onda20mecc3a1nica

Como exemplo, vamos imaginar uma corda, uma corda grossa que você amarre uma ponta em um lugar qualquer e a outra ponta que você segure e faça um movimento ondulatório. Você vai perceber que essa onda vai do inicio ao fim com bastante energia, bem harmônica. Mas se você corta esta mesma corda, coloca no meio dela uma corda mais fina e volta a fazer o movimento ondulatório, você vai notar que essa energia será dissipada, provavelmente não chegará energia suficiente no final da corda. Isso significa que se você tem grande força na extremidade (corda grossa), e no centro do seu corpo você é mais fraco (corda fina) que nas extremidades, você não vai conseguir gerar energia suficiente para realizar o exercício com eficiência. Então, se você faz com que o seu centro, o core, esteja fortalecido e estável, a chance da energia ser gerada de forma consistente, será muito maior.

imageedit_8_6463137552

Vamos então mostrar como ativar o core, a importância da consciência corporal e como isso é importante para prevenir lesões. As pessoas pensam somente em pegar o peso mas esquecem da ativação do core e isso serve para atletas e alunos de todos os níveis, ou seja, para todo mundo. Se você está começando uma atividade física, melhor ainda, você vai começar a tirar o máximo do seu potencial.

O exercício a seguir ensina a ativar o músculo transverso. Fique de barriga para cima, com as pernas flexionadas, braços relaxados ao longo do corpo. Expire e tire todo o ar residual dos seus pulmões. Você vai perceber que haverá uma contração na base do seu abdômen. No momento que acontece essa contração, você ativou o seu transverso e consequentemente a ativação do core foi iniciada. Assim, em todo movimento, em todo exercício, utilize essa respiração. A respiração não é somente uma questão de ventilação, de oxigenação, mas a condição para ativação do core e ter o máximo de eficiência dentro do exercício. Portanto, toda vez que você realizar a força do movimento, expire até a base do seu abdômen se contrair. Isso é fundamental.

movimento_11
Fonte: Blog da Luit

Espero ter ajudado a tirar algumas duvidas e obrigado pela oportunidade!

886_989621097776445_2491125082276305420_n
Abraço do Wander!

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: