Ir para conteúdo

Eu, Tu, Nós

Certa vez me perguntaram: “Quem é você?” Apesar de simples, a pergunta me fez gelar, já que eu não sabia a resposta. Vivemos em um mundo que exige muito de nós. São tantos requisitos a cumprir, tantos padrões para se encaixar que acabamos nos perdendo. Queremos responder a todas as expectativas do outro, querendo ser como ele nos vê e não como nós realmente somos. Nessa busca cega pela aprovação do outro, encontramos a insegurança e o medo. Eles se tornam nossos companheiros de estrada, e que por muitas vezes nos fazem andar por caminhos incertos e talvez até perigosos. A insegurança nos faz aceitar que a percepção do outro sobre você é a verdade absoluta, enquanto o medo nos faz perder a coragem de ser quem somos.

Enfim, ao invés de viver, apenas existimos. Existimos para agradar o outro e não a nós, acreditando que um dia a percepção do outro em relação ao nosso “eu” seja igual a visão que temos de nós. E mais uma vez, nos encontramos nesse conflito de identidade, de valores e de existência. Perdidos e inseguros. Sem saber quem realmente somos, nem o que queremos ser. Até que um dia tudo muda.

A chave vira e a gente descobre que para viver temos que entrar na caverna escura, cair de cabeça e correr riscos. E se tiver que ir com medo, vai com medo mesmo! Exploramos o desconhecido e descobrimos que tudo que nos faltava era apenas força de vontade para levantar diante de cada queda, viver e andar. E que na verdade, a resposta que tanto procurávamos estava na nossa frente. Somos nossos próprios heróis e não precisamos que ninguém nos salve, muito menos que diga quem somos. Afinal, somos protagonistas das nossas estórias. A insegurança e o medo que antes eram companheiros devotos, agora perdem seus postos. Dão lugar a coragem e a confiança, e que eu suplico: Nunca nos abandonem!

Nika

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: