Ir para conteúdo

Vem tomar café comigo?

Uma vez, uma amiga me chamou para tomar um café. Relutante, aceitei o convite. Apesar de amar o cheiro delicioso e aconchegante do café, nunca gostei de nenhuma bebida que tivesse café. Tentei explicar isso a essa amiga e a reposta que eu recebi foi: “Você está tomando errado!” Tomei um belo cappuccino, originalmente italiano. Foi aí que fui convertida e minha historia de amor com café começou.

Aprendi com uma outra amiga, que tem o próprio café, que para apreciar um bom café existe toda uma arte e uma ciência na maneira como o café é feito. O sabor delicioso da bebida começa desde a torra do grão à maneira como é feito. Ou seja, se o café estiver muito amargo, pode ter certeza que ele foi queimado em alguma parte do processo. Além disso, o cafezinho nosso de cada dia fica muito mais gostoso com uma boa companhia ou, se preferir, apenas com um sofá aconchegante e um livro pra completar. Lembra daquele café que eu tomei pela primeira vez com a minha amiga? Virou uma tradição. A cada semana visitamos uma cafeteria diferente. Fazemos um tour pela cidade para descobrirmos os melhores Cafés que Brasília tem a nos oferecer, além, é claro, de poder botarmos o papo em dia.

Para começar o nosso tour, nossa primeira parada é no Café Belini na 114 Sul. Sim, você leu certo! A cafeteira pertence a famosa Padaria Belini e fica do outro lado da rua da mesma comercial. Eu gosto tanto do café deles que pelo menos uma vez por semana eu dou um pulo lá para ler um livro, escrever e tomar o meu expresso duplo. Com menu repleto de opções maravilhosas de cafés e guloseimas, o ambiente do Café também é acolhedor! Os sofazinhos são a minha parte favorita, eu confesso que muitas vezes eu vou ao Belini só para ficar sentada no meu sofazinho, na minha mesinha 15! Além disso, o atendimento é excelente. Os baristas são sempre atenciosos e simpáticos, coisa difícil de se encontrar ultimamente. Se você morar pela área, ou estiver passando por lá, não deixe de conferir o Coffee Experience e as invenções da casa. São as minhas opções favoritas depois do meu expresso.

Saindo da Asa Sul e indo para o outro extremo da cidade, paramos no final da Asa Norte, no Clandestino, na 413 norte. Foi lá que o meu amor pelo café começou, com aquele cappuccino maravilhoso que nenhum café que eu já fui conseguiu superar. O ambiente é super agradável, atendimento sensacional, e a comida também é espetacular. E apesar de todos estes pontos positivos, esta não é a parte que mais gosto do Clandestino. Eu sou apaixonada pelo Brunch com Jazz que rola todo o último domingo do mês. A Banda é maravilhosa!!! As opções de refeições para Brunch são bem servidas, e duas pessoas podem dividir tranquilamente. A minha favorita é o Café 2.

E este tour não acaba por aqui, outras sugestões de Café ainda virão. E se você ama tomar uma café e conversar, aqui vai um conselho, tire uma hora do seu dia ou da sua semana para encontrar aquela pessoa querida para tomar um café, sem tecnologias, desligue-se do mundo virtual. Conecte-se as pessoas ao seu redor, deixe de lado as desculpas “eu estou sem tempo” ou “está muito corrido”. O calor humano é muito mais acolhedor do que a tela de um computador.

💋 da Nika

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: