Ir para conteúdo

Segundo Capítulo – A Saga continua

Acabei de fazer meu imposto de renda e, acreditem, foi pelo celular (caro de espanto). Eu sou da era em que se preenchia um formulário com os dados e enviava pelos correios. Vocês imaginam minha sensação agora? Não levei nem uma hora para fazer tudo e transmitir via internet (palmas). Bem, vamos ao que interessa, né?!

Dando continuidade aquele nosso papo da semana passada, queria dizer que hoje teremos uma receita rápida e fácil para seu café da manhã, mas, antes, preciso dizer como tudo começou comigo.

15107434_10205698545223488_5884681333321768057_nEu estava muito interessada que desse certo, eu precisava emagrecer, e emagrecer bem, decidi, então, tomar uma atitude e qual foi? Depois de conversar com a nutricionista, que me orientou bastante, saí do consultório com um cardápio para 15 dias, aproximadamente. Decidi, então, pegar a lista de alimentos que eu podia comer e selecionar aqueles que eu mais gostava. Deixo claro que, inicialmente, a minha nutricionista me passou uma dieta sem carboidratos, o que achei ótimo porque não sou muito ligada em doces mas, em contrapartida, uma panela de arroz com feijão era tudo de bom para mim.

Basicamente, eu podia comer quase tudo, menos meus preferidos. Então, listei aqueles legumes, verduras e carnes que me atraíam, fui direto para o mercado e comprei tudo para os 15 dias. Comprei algumas marmitas, preparei os alimentos e congelei. Eu tomei uma decisão e precisava me planejar primeiro. Claro que gastei um dia inteiro para preparar os pratos mas, e daí?! Era só um dia e eu teria comida para os 15 dias a frente e não teria desculpa de chegar em casa, depois do trabalho cansada, de ir comer a primeira coisa fácil que tivesse ao meu alcance, enquanto o jantar não ficasse pronto.

marmitasO Planejamento foi muito importante para que eu não furasse a dieta. Saliento que sempre gostei de comer muito, só que comia errado, hoje procuro me alimentar bem. Teve até um episódio no trabalho que foi engraçado. Estava eu, um dia, comendo minha saladinha no meu canto e bem na hora passou a moca do café, ela olhou para mim e disse: “ Eita! E tu come é numa bacia?!” tamanha era minha marmita de salada. Minha salada era sempre arrumada e espaçada, dava gosto de comer (risos) e, depois, ainda tinha o prato principal. Dos saladas.png
legumes que eram liberados (abobrinha, couve-flor, brócolis, tomate, alface, pimentão, pepino e outros), eu exagerava. Os demais eu pesava conforme orientação da nutricionista. Seguia direitinho as orientações. Mesmo sem fome, comia de 3 em 3 horas (se der errado a culpa será da nutricionista). E não é que a coisa funcionou bem! Eu me sentia melhor, mais disposta, meus cabelos ficaram mais bonitos, a pele, as unhas, eu estava toda mais bonita (risos), tinha mais tempo para mim porque não precisava ficar todos os dias na cozinha, comia o que gostava e por aí foi.

Então, não tem essa de não tenho tempo, não sei cozinhar, não gosto de cozinhar. Uma vez me perguntaram porque eu, com 50 anos, decidi mudar meus hábitos alimentares e praticar exercícios. Respondi: eu não tenho escolha. A pergunta correta seria: se quero envelhecer como eu quero que seja minha velhice? Na boa, hoje tenho menos tempo de vida para viver do que alguns anos atrás (é só fazer as contas, talvez tenha mais uns 30, eu já vivi 50 anos) e eu pretendo vivê-los com muita qualidade.

IMG_0903Comecei a inventar na cozinha, criar receitas, decorar minhas marmitas, porque comida tem que ter beleza, aroma e sabor! Invista em utensílios de cozinha, não precisam ser caros não. Tem umas coisas, que você encontra até nessas lojas de R$ 1,99, que facilitam muito sua vida e deixam sua comida mais atraente.

Nossa eu falo demais! Vou parar por aqui e mandar a receita que falei lá no início. Quero só dizer uma coisinha: essa receita foi uma amiga que me passou, eu testei e, hoje, praticamente todos os dias, fazemos aqui em casa para o café da manhã (casa de mineiro, né?!). Então já imagina o que seja?! Isso mesmo, Pão de queijo de frigideira.

IMG_0902Receita: Coloque 1 ovo num bowl e bata com um garfo ou “fue” como se fosse fazer um omelete; acrescente duas colheres de sopa, bem cheias, de polvilho doce ou azedo; misture; se quiser, pode acrescentar uma colher de água fria; por fim, o queijo ralado (branco, minas, muçarela), umas duas colheres de sopa bem cheias. Bateu tudo junto, Blz! Pegue uma frigideira de teflon, ligue o fogo e despeje nela toda a massa, espere até que ela se solte do fundo da frigideira, vire, espere mais um pouquinho, sinta o barulho o queijo tostando (Chiiiiiiiii!), quando ela soltar do fundo já esta pronto, é só colocar no prato e comer tomando aquele cafezinho, delicia!!!!!!!

Experimente, e me diga o que você achou!

15181541_10205670622165429_418015849790407805_n

Lu

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: