Ir para conteúdo

Minha melhor amiga sou eu…

Há momentos que a coisa que eu mais quero é curtir a minha própria companhia. Quero ficar sozinha e entrar em uma “bolha”. Não é que eu goste de ser solitária, eu apenas aprendi a gostar da minha própria companhia. Descobri que estar rodeado de pessoas não quer dizer estar rodeada de amigos. E muitas vezes, isso pode ser muito mais solitário do que estar sentada sozinha em uma cafeteria.

Eu adoro me mimar, de me levar para jantar… Às vezes, me levo para ir tomar um café gostoso e ler aquele livro que acabei de comprar. E se pudesse, também me levaria à praia para tomar um banho de mar revigorante… Gosto desses momentos para pensar ou simplesmente não pensar em nada. Um pouquinho de solitude não faz mal a ninguém.. É como se fosse um detox do mundo…

Percebi que antes só do que mal acompanhada. Aprendi que não preciso de ninguém para me completar, pois sou completa. Aprendi a gostar de mim e, acima de tudo, aprendi a ser minha amiga. Aprendi a deixar mais de lado a opinião dos outros e não me importar tanto com o que os outros pensam de mim. E, apesar de ter muito o que aprender, procuro me dar prioridade e digo um não aqui e ali.

Aprendi a respeitar minhas necessidades. Existem momentos que eu preciso ficar  só. Só eu e Deus ou só eu e eu mesma. E nesses períodos, escuto o meu coração, a minha alma. Deixo o mundo no mudo. Sei que pode parecer solitário ou até mesmo louco mas não há nada melhor que a própria companhia.

Quando aprendemos a nos amar, começamos a selecionar mais aqueles que estão a nossa volta. Aprendemos que poucos mas bons amigos na lista telefônica é muito melhor do que ter um perfil cheio de “amigos” no Facebook. Quando nos amamos, descobrimos o que é melhor para NÓS. E nem sempre o que é melhor para nós é melhor para o outro… E  aceitar isso pode doer um pouco no inicio, mas vai passar.

Quando somos nossos melhores amigos, queremos nos dar tudo que há de melhor. E o melhor que podemos nos dar é amor. Por isso, se amem mais. Se cuidem mais. Não fiquem presos a relações vazias ou incompletas pelo simples medo de ficarem só.  Soltem essas amarras… É melhor estar sozinha com a própria companhia do que em relações superficiais! SE AME!

Um comentário em “Minha melhor amiga sou eu… Deixe um comentário

  1. Realmente, não tem nada como amor próprio.
    Tenho experimentado desses momentos comigo mesmo e tem sido libertador.
    Incentivei uma amiga a fazer o mesmo. Ela foi ao cinema sozinha pela primeira vez (aos 26 anos de idade) e ela disse que se perguntou: por que eu nunca fiz isso antes?!
    Obrigado por compartilhar a sua experiência!

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: