Ir para conteúdo

Viajando sozinha – Europa

Um dos meus maiores sonhos na vida era visitar a Europa entre tantos outros lugares ao redor do mundo. Na escola, sempre fui apaixonada pelo assunto de História. E a Europa é cheia de história. Além disso, tenho grandes amigos que moram pelos lados de lá. Como toda boa amiga, prometi visitá-los um dia. Como todos sabem, para mim, promessa é dívida.

No meu mundo perfeito, idealizei uma viagem pela Europa enorme. Imaginei uma viagem onde visitaria vários países e encontraria todos os meus amigos. De fato realizei um dos sonhos da minha vida, só não aconteceu da maneira que esperava. Ainda bem! Essa viagem foi muito mais do que eu sempre sonhei. 

Para quem está chegando por aqui, saiba que minhas viagem não são muito bem planejadas. Para mim viajar, principalmente de férias, é viajar sem planejamento. Como viajo muito sozinha, gosto de deixar as coisas acontecerem.  Viagens foram feitas para serem aproveitadas da melhor maneira possível. Eu gosto de sair fazendo o que me dá vontade. Portanto, para viajar comigo é preciso ter fé, mente aberta e bom senso de humor.

Durante o tempo todo que estive viajando, muitas pessoas me chamaram de doida, e outras de corajosa. Acho que sou um pouco dos dois. Afinal, é preciso um pouco de loucura e coragem para desbravar o mundo sozinha. 

Eu queria muito ir a Portugal, queria visitar uma amiga que morava lá. Depois disso, iria aproveitar para conhecer outros países. Aquela Eurotip que quase todo mundo já sonhou. No mundo dos sonhos, a ideia era muito legal. Porém, na hora de colocar na ponta do lápis, ficou uma viagem bem apertada. Por isso, ao invés de sair fazer aquela Eurotrip muito louca e visitar um país por dia, decidi ficar em Portugal e aproveitar bastante a minha estadia por lá. Eu teria lugar para ficar. Por isso, minha viagem ficaria mais em conta. Fiquei procurando passagens por um tempão, e quando achei comprei e fui.

No início dessa minha viagem nada planejada, a ideia era inicial era ir apenas para Portugal e passearia duas semanas entre as cidades de Porto e Lisboa. Minhas amigas que moram em outros países da Europa iriam me encontrar por lá e essa viagem seria um lindo reencontro com todas elas. Até que o meu planejamento perfeito, se tornou um planejamento “bem improvisado”. 

Depois de comprar minha passagem, minha amiga que mora em Porto não poderia me receber nos primeiros dias de Portugal e eu estava sem lugar para ficar. Foi aí que me deu um estalo e eu decidi ir para Lagos em Algarve. Antes de viajar, uma amiga québécois havia mencionando que Lagos era lindo e que eu tinha que conhecer. Já que eu não tinha lugar para ficar durante uns 4 dias, por que não ir? Procurei um hotel e por uma conspiração do universo, encontrei um hotel de frente por mar e dentro de um preço que eu pudesse pagar. Acho que era um sinal para ir mesmo. A sereia aqui estava com muita saudade do mar. 

Depois de alguns dias em Lagos, fui para Porto e segui a “programação normal” da minha viagem. Fiquei na casa dela em Porto, e depois seguimos para Lisboa. Lá ficamos na casa dos pais dela e passeamos bastante na cidade e pelos arredores de Lisboa. Acho que nesse ponto da viagem, o universo deveria estar pensando: Essa viagem está muito tranquila, vamos botar um pouco de emoção e aventura. No fim de semana em Lisboa, decidi de última hora ir para Paris. Minha amiga me ajudou a encontrar passagem em voos Low Cost e hospedagem lá. Como não acredito em coincidências, tudo deu certo para que eu fosse para Paris. Na segunda-feira de manhã já estava saindo de Lisboa para Paris. 

Viajar dentro da Europa é bem barato. Se eu pudesse teria ficado mais, e teria viajado mais. Mas tudo bem, eu sei que vou voltar. Para esse post não ficar muito longo, vou separar o assunto de custos e logística para uma próxima postagem.

Um comentário em “Viajando sozinha – Europa Deixe um comentário

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: