Ir para conteúdo

Investidora de Primeira viagem

Oi meu povo,

Há algumas semanas atrás, compartilhei com vocês um pouco sobre como eu comecei nesse mundo dos investimentos.

Depois de recomeçar do zero algumas vezes, eu cansei de sempre ficar passando perrengue financeiro. Por isso, fui influenciada por alguns amigos a entender mais sobre educação financeira e investimentos. Li clássicos como “Pai Rico e Pai Pobre” e “Deus quer que você seja rico”. Além disso, escutei vários podcasts e assisti muitos vídeos no Youtube. Quando entendi que ganhar dinheiro e ser rico não era algum ruim, a minha relação com o dinheiro mudou completamente.

Para começar, é preciso dar o primeiro passo.

Apesar da minha insegurança, decidi fazer o meu primeiro investimento da vida em renda fixa, especificamente, no Tesouro SELIC. Em julho ou agosto de 2019, a SELIC estava rendendo bem. Na época, todos os experts de finanças que acompanhava no Youtube, diziam que era um bom investimento para marinheiros de primeira viagem como eu.

A Selic tem liquidez diária. Em outras palavras, isso significa que eu poderia retirar o dinheiro a hora que eu precisasse. Conclusão, essa era uma excelente opção para reserva de emergência.

O meu primeiro investimento foi de R$ 108 reais. O meu salário professora de professora particular não me permitia fazer um investimento maior. Mas para quem nunca havia investido na vida, eu senti que estava fazendo o maior investimento da minha vida. De julho de 2019 até março de 2020, eu acumulei R$ 745 reais. Pode não parecer muito. Mas para mim, esse foi o primeiro passo para a minha independência financeira.

Investir é um caminho sem volta.

Uma vez que você sente o gostinho de ter o seu dinheiro trabalhando para você, é um caminho sem volta. Quer coisa melhor do que ver o seu dinheiro render todo mês? Ou melhor, existe satisfação melhor do que ver a sua plantinha crescendo todos os meses? Mas durante a pandemia, eu parei de regar a minha planta por medo. Eu não sabia onde investir. Por isso, enquanto eu não encontrava o investimento certo, eu fui buscando outras maneiras de ganhar dinheiro e fui poupando todos os meses.

Além disso, eu percebi que para a minha plantinha voltasse à crescer de maneira forte e saudável, eu precisava aprofundar  pouco mais os meus conhecimentos sobre investimentos. Para completar, eu também precisava descobrir qual era o meu perfil de investidora.

Como investidora, eu me encaixo no perfil: moderada. Em outras palavras, estou no meio-termo entre “conservadora” e “agressiva” Isso quer dizer que eu gosto de risco mas nem tanto. Se você não sabe qual o seu perfil, existem muitos sites que te ajudam com o esse processo. Aqui estão algumas dicas.

Investir em renda variável era “inevitável.”

Antes de você torcer o nariz, eu queria dizer que investir em renda variável não é arriscado como as pessoas dizem.  Arriscado é investir as cegas. Por isso, para quem entende de renda variável e mercado financeiro, o risco diminui e muito. Mas, esse não é o meu caso.

Às vezes, é melhor deixar para os profissionais. 

Eu amo estudar e aprender sobre tudo que eu posso. Entretanto, as minhas prioridades de estudo estão voltadas para a minha carreira. Dessa forma, decidi deixar essa coisa de investir no mercado financeiro para os profissionais. Eu resolvi procurar uma consultoria financeira para me ajudar. Depois de muita pesquisa, eu encontrei a Storck Trading.

Família que cresce junto, permanece junto.

Na primeira reunião, eu decidi ir com meus pais. Eu acredito que nada melhor que começar um projeto como esse em família, certo? Além disso, eu tinha certeza que esse projeto seria muito bom para os meus pais poderem planejar as próximas viagens ou qualquer outro projeto que eles tivessem.

Rodrigo Storck

O Rodrigo Storck, CEO da empresa, nos recebeu com todo o carinho e atenção. Conversou e nos explicou como tudo funcionava. Além disso, nos mostrou como isso iria beneficiar as finanças da família. Apesar de ter feito comércio exterior na faculdade, o Rodrigo conseguiu me explicar em 1h30 coisas que eu não consegui entender em três anos de curso. Legal, não é?

Além de querer ajudar as finanças da família, eu também tenho os meus projetos. Um deles é ter a minha independência financeira. Mais uma vez, eu fui conversar com o Rodrigo e ele me deixou tranquila e muito confiante. Ele me mostrou que era possível para fazer muita coisa com o montante que eu havia conseguido poupar nos últimos tempos. Porém, para alcançar o meu objetivo, eu precisaria ter muita disciplina para continuar economizando todos os meses.

Eu não sei onde essa estrada no mercado financeiro irá me levar. Mas de uma coisa eu tenho certeza, estou muito contente de ter ao meu lado uma equipe tão competente e tão incrível como a da Storck Trading. Em breve, conto mais novidades sobre essa aventura como investidora.

Um comentário em “Investidora de Primeira viagem Deixe um comentário

Deixe uma resposta

pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish fr_CAFrançais du Canada es_ESEspañol pt_BRPortuguês do Brasil
%d blogueiros gostam disto: