Saltar al contenido

Pequenas vitórias, grandes conquistas

Oi meu povo,

Em setembro de 2019, o meu mundo começou a desmoronar. Mês após mês, eu tinha um novo incêndio para apagar. Além disso, eu vi um dos amores da minha vida, a pessoa que era a minha fortaleza, fraquejar. E do dia pra noite, eu precisei ser a força dela. Tudo o que eu sentia era sofrimento e muita ansiedade.

No início, eu era uma tempestade cheia de sofrimento e dor. Eram incêndios atrás de tornados. Porém, nada como um dia após o outro. Apesar de tudo, hoje, eu consigo ver as transformações que a espiritualidade proporcionou dentro de mim e na minha vida.

Quando aprendemos a enxergar as nossas dificuldades com outros olhos, o mundo muda. Por isso, aqui estão algumas coisas que eu aprendi com esse processo.

A espiritualidade atua de diversas formas

Certa vez, estava lendo o livro “A Cabana.” Para quem não conhece, esse livro fala sobre o encontro de um homem com Deus, Jesus e o Espirito Santo. Esse homem havia acabado de perder a filha em um evento trágico. Então, Deus o convidou para passar o fim de semana na cabana.  Para quem não gosta de ler, recomendo que assista o filme.

Tanto no livro quanto no filme, Deus fala uma frase que me ajudou a ressignificar todos os meus momentos de adversidade.:

“Quando tudo que conseguimos ver é só a nossa dor, talvez seja aí que perdemos a visão de Deus.”

A vida não é cor de rosa.

Eu sei que a vida não é cor de rosa. Porém, ela também não é cinza e escura. Em outras palavras, eu aprendi a validar os meus sentimentos sem perder a esperança que a tempestade vai passar. Afinal de contas, eu sou humana. Eu choro, desabo, desabafo entre tantas outras coisas que todos nós fazemos nos momentos de frustração.

Vivo aquela “fossa” pelo tempo que for necessário. Afinal, é preciso respeitar o nosso tempo para digerir as coisas. Às vezes demora um pouco mais. Outras vezes, demora um pouco menos.  Olha só quanto tempo eu levei para digerir uma lição da terapia. Lembre-se, nada dura para sempre. Como dizia Chico Xavier: “Tudo passa”.

Pequenas vitórias, grandes conquistas

Quando eu comecei a enxergar as pequenas bênçãos diárias que aconteciam na minha vida, passei a falar para mim mesma: “Pequenas vitórias”. Essa frase me ajudou a enxergar todos os acontecimentos positivos na minha vida. Sendo assim, eu comecei a enxergar as mudanças que a espiritualidade estava fazendo na minha vida.

Até que um dia,  uma das minhas irmãs que é psicóloga completou a frase dizendo: “Pequenas vitórias, grandes conquistas.”  Em outras palavras, é através das pequenas e constantes vitórias que alcançaremos as grandes conquistas.

É preciso dar o primeiro passo para que algo mude. Afinal de contas, esse é o passo mais importante. Eu sei que no início pode ser um pouco doloroso. Geralmente, nenhuma mudança é “agradável.” Porém, se dermos pequenos passos todos os dias, chegaremos à linha chegada. Além disso, mudanças duradouras levam tempo para se concretizarem. Por isso, lembre-se: “devagar e sempre.”

Sendo assim, deixo aqui mais uma reflexão do livro A Cabana:

“A dor tem a capacidade de cortar as nossas asas e nos impedir de voar… E se essa situação persistir por muito tempo, você quase pode esquecer que foi criado originalmente para voar. “

Eu não sei quais são as batalhas que você está enfrentando. Mas saiba que essa dor vai passar. Essa tempestade vai passar. Se o seu momento de brilhar ainda não chegou é porque existe algo ainda melhor reservado para você. O tempo de Deus é perfeito. Você não está sozinho. E no final, vai dar tudo certo.

Deja un comentario

es_ESEspañol
A %d blogueros les gusta esto: